domingo, maio 20, 2012





















JANELAS

Quando o meu barco navega em mar de escolhos
Há um segredo para a paz, tudo se acalma,
Basta que olhe bem no fundo nos teus olhos
As janelas escancaradas da tua alma.

Aníbal Raposo
Ponta Delgada, 2012-05-20

Sem comentários:

Enviar um comentário