sexta-feira, junho 12, 2015
















DAS GUERRAS DE AMOR

Leva-me ao teu tanque secreto
E mata a minha sede.

Toca a melodia dos sobrevivos
nas teclas feiticeiras
do teu acordeão.

Aponta e dispara sem medo
neste meu peito aberto.

Explode coração!


Relva, 2015-06-12
Aníbal Raposo

photo Leszek Paradowski

1 comentário:

Graça Pires disse...

Belíssimo, amigo!
Beijo.