TERRA

Um barco curioso
na navegação do teu corpo.

As narinas abertas
à sedução dos teus cheiros.

Em cada fim de semana
a folia dos amantes.

Relva, 2016-04-22
Aníbal Raposo
(no dia da terra)

Comentários

Graça Pires disse…
Como é bela e apetecível a Natureza! Gostei muito do poema.
Beijo.

Mensagens populares deste blogue