Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2015
Imagem
CABO VERDE

Quem te pôs um sorriso na boca que vive com pouco
E te deu um ouvido afinado não pode ser mouco.
Como cabe no afago dos braços um mundo de afeto?
Quem inventou essas praias tão brancas só pode ser preto.

É possível na Cidade Velha sonhar liberdade?
Um abraço perfeito de ilhéus, tão grande afinidade?
É possível no verde e na sede juntar amargura
Na certeza que juntos vivêmos a mesma aventura?

E sentir neste sal uma marca, um ferrete e um selo?
E cantar no Quintal duma Praia, em Nhô Djunga, Mindelo?
Como é que te queriam curvado sendo tu tão direito?
Nessa ginga da Casa da Morna há um tempo perfeito.

Diz como é que num riso tão limpo se curte alegria
Como nasce em tão poucos segundos tamanha empatia?
Como tudo do nada se cria e tão pouco se perde?
Terra linda, minha terra nua, doce Cabo Verde.

Relva, 2015-07-10 Aníbal Raposo
Foto de Carlos Loff Fonseca
S. Tiago- Cabo Verde ano de 78/9