terça-feira, fevereiro 26, 2013
















CRIANDO MUNDOS

Com magia e com ternura,
Em pouco tempo, segundos,
Menina, minha alma pura,
Um sopro teu cria mundos.

Aníbal Raposo
Ponta Delgada, 2012-02-26

1 comentário:

Anónimo disse...

Caro amigo
A tua poesia inspira-nos:

CATRAIO!

Umas bolas de sabão.
Uma roda, um pião.
Uma corda numa mão,
noutra,uma côdea de pão.
Salta, rola pelo chão.
Cantarola uma canção.
E entre um sim e um não,
bate um puro coração.

Omaia01/03/2013