quarta-feira, julho 04, 2018






















O FIM

Caminhante compulsivo que sou
desfruto esta viagem.
Se sei por onde ando,
não sei para onde vou.
Só tenho como certo
um fim, que me seduz.
Um fim onde por fim
haverá luz.

Relva, 2018-07-04
Aníbal Raposo

1 comentário:

  1. O mais importante é a viagem… Um bom poema, Amigo.
    Uma boa semana.
    Um beijo.

    ResponderEliminar