terça-feira, novembro 19, 2013

















PESCADOR DE SONHOS

Estou neste banco sentado
Olhando o nada à tardinha.
Cá por mim nunca me enfado
A pescar sonhos à linha.

Calcorreio o meu passado,
Assobio uma modinha,
Chego a dormir um bocado
A pescar sonhos à linha.

Navego, pano enfunado
Do vento que se avizinha,
Quando estou aqui sentado
A pescar sonhos à linha.

Sei do que sou acusado:
Não cuido da sorte minha.
Deixem-me estar sossegado
A pescar sonhos à linha...

Relva, 2013-11-19
Aníbal Raposo

(Foto de Paulo Dias 
Fishing a Dream)

2 comentários:

Por Amor disse...

ANÍBAL !!! AMIGO !!! SEMPRE SÁBIAS PALAVRAS EM !!! BOM PESCAR !!! QUANDO BOM PESCADOR SE É E COM TUA PACIÊNCIA !!! DEVES TER GRANDES PESCARIAS !!! COMO ESTA Á NOS CONTAR !!! PARABÉNS BELO AMIGO !!! UM GRANDE E AFETUOSO ABRAÇO

Pedro Pugliese

Aníbal Raposo disse...

Obrigado Pedro Pugliese.