quarta-feira, setembro 07, 2016











DA MORTE

Eu que estive de partida
Vou dizer-te desta sorte:
Deves ter medo da vida
Não tenhas medo da morte.

Relva, 2016-09-07
Aníbal Raposo

Sem comentários:

Enviar um comentário