domingo, junho 25, 2017

















Gosto de ensurdecer em silêncios
apenas rasgados pelo canto dos pássaros.
E de mergulhar, profundamente,
no meio de desertos que esquiço
entre a multidão.
O que conta é onde está a alma.
O corpo, este sempre conviveu
com o rumor de palavras leves.

Pesqueiro, centro de Ponta Delgada.
2017-06-25

Sem comentários:

Gosto de te reinventar em cada esquina do meu pensamento. De te pintar com as cores da tua luz. A que os prismas da ...