quinta-feira, março 29, 2018



OFERTAS DE PÁSCOA

Nesses dias de festa
faço um pedido:
-Não me ofereçam mais coelhos,
por favor. Nem de chocolate.

É meu sincero desejo que todos os coelhos
vivam por muitos anos e em paz,
saltitando felizes
por prados verdejantes.

Mas que uma vez falecidos,
assim se quedem.

É que se reproduzem muito.
Não atormentem pois os nossos sonhos
com esperanças de ressurreição.

Contudo, aceito um ovo.

Por razões de saúde,
sei que não devia.

Mas é que ouvi de alguém
que quem não peca
jamis poderá saber que a virtude
tem um vincado sabor a chocolate.

Relva, 2018-03-29
Aníbal Raposo

1 comentário:

  1. Um interessante poema, Amigo. Boa Páscoa, com ovos de chocolate.
    Abraço.

    ResponderEliminar