sábado, abril 04, 2020


























CORDA BAMBA

Na senda da escrita pus-me a caminhar.
Num tem-te não caias, viso assegurar
Que a palavra é justa, clara e não descamba.

Atalhos fortuitos, duros de verdade,
Arte de trapézio, fere a gravidade,
Balouçar instável numa corda bamba.

Relva, 2020-04-05
Aníbal Raposo

2 comentários: