quarta-feira, setembro 15, 2010



SETEMBRO

Chegou Setembro.

O choro e o cheiro das uvas maduras
fundiram-se na alegria do vinho novo.

Aguardo agora que as folhas caiam comigo,
suavemente, nos amarelos de outono.

Quando as primeiras chuvas do inverno chegarem,
prometo que estamparei na minha velha face
um riso de menino inventor de primaveras.

Ponta Delgada, 2010-09-15

19 comentários:

Arantza G. disse...

Dulce poema como uvas recien cortadas.
Un beso

Multiolhares disse...

as estações mudam e nós vamos mudando com elas
Bj

Graça Pires disse...

"Quando as primeiras chuvas do inverno chegarem,
prometo que estamparei na minha velha face
um riso de menino inventor de primaveras." Belíssimo! É muito inspirador o outono...
Um beijo.

Alcina disse...

Parabéns por este belo poema em Setembro
Do Outono eu gosto das uvas e das cores e de algum cheirinho ainda a Verão. De resto é o prenuncio do Inverno e por isso espero que não faltes ao prometido e nos contagies com o teu riso de menino inventor de primaveras.
Um beijo

Lídia Borges disse...

A passagem do tempo a trazer a primavera que falta ao olhar de menino por entre as primeiras chuvas de um inverno presente.

Muito bonito!

L.B.

© Piedade Araújo Sol disse...

achei o texto com passagens de inegavel poesia poética.

deixo um beij

Eduardo Aleixo disse...

Como o outono nos inspira, amigo! Um abraço

Vieira Calado disse...

Bem feito!

Gostei.

Saudações poéticas

tecas disse...

Tentadoras uvas num delicioso poema.Sublinho "prometo que estamparei na minha velha face
um riso de menino inventor de primaveras."
Lindo, os meus parabéns, poeta.
Bjito.

Eduardo Aleixo disse...

Bom fim de semana.

Fluzão Eterno disse...

Tenho um blog sobre curiosidades e gostaria de saber de você se haveria a possibilidade de você me ajudar
colocando o link do meu blog no seu e eu faria o mesmo com o seu,meu nome é Luciano e sou Bombeiro Militar
no Rio de Janeiro,
parabéns pelo trabalho que vem fazendo com seu blog e fico aguardadando sua resposta

Curiosidades
http://centraldascuriosidade.blogspot.com/

Tenho um blog também sobre bombeiros
Vida de bombeiro
http://www.heroisdavida.blogspot.com/

Mensagens e poemas:
Mensagens
http://centraldoamorvirtual.blogspot.com/

Meu time de coração,Fluminense:
Fluzão
http://fluzaoeterno.blogspot.com/

Visite os meus blogs e veja se pode me ajudar colocando o link de algum deles no seu,um abração

Caso tenha interesse entre em contato comigo pelo email lmturl@gmail.com,mandando mensagem em qualquer blog meu
ou pelo orkut http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=ls&uid=5076013500225631247

Enquanto Não Dança a Bailarina disse...

Poema doce, fica um gostino de quero mais!!!

Visite o meu blog:
http://enquantonaodancaabailarina.blogspot.com/

Nilson Barcelli disse...

Já é Outubro, e afinal o "inventor de primaveras" ainda não publicou mais poemas...
Mas este é excelente. Gostei.
Abraço.

Graça Pires disse...

Estamos quase em Novembro...
Um beijo.

Aníbal Raposo disse...

Caros amigos e amigas,
Estou imensamente grato pelo vosso incentivo e pelas vossas visitas ao meu blogue que muito aprecio. Garanto que o sorriso está cá. A musa é que não aparece.Deve ser por causa da quantidade de coisas que tenho para fazer ao mesmo tempo.A coisa não está fácil.
Um abraço para os amigos e beijinhos para as amigas.

Nilson Barcelli disse...

O melhor mesmo é comer as tuas uvas... pode ser que a inspiração apareça...
Caro amigo, boa semana.
Abraço.

Maria Ribeiro disse...

Anibal: gostei de te conhecer!
Adorei a poesia que já vi!
neste poeminha lindo, a mensagem subliminar tem a ver com a inexorável passagem do tempo, esse carrasco implacável cas nossas ilusões..
Beijo amigo
Mª ELISA(LUSIBERO)

Marta Vasil disse...

Aníbal
Tão curto e tão forte este teu poema que me sugere renovação, renascer... caem folhas, outras nascerão, não é? Assim se vai desenhando a nossa vida.

Beijinho

Lapa disse...

hoje, que é dia de São Martinho vai à adega e prova o vinho.