sábado, janeiro 29, 2011


JÁ DEI A VOLTA AO MEDO

Já dei a volta ao mundo
Já dei a volta ao medo
E p’ra dar esta volta
Só conheço um segredo:
Como se hoje fosse
O dia derradeiro
Juntar no mesmo abraço
O mundo inteiro

Eu sei que tu estás bem
Como eu bem também estou
A paixão pela vida
Foi o que nos juntou
Plantamos a semente
Que nos leva a sonhar
Gostamos desta terra
E deste mar


Bem sei que a vida é curta
Já estive p’ra partir
Por isso eu te aprecio
Porque me fazes rir
Em cada abraço teu
Há um mundo de emoção
Que me faz derreter
O coração

Assim, eu abro os braços
Perante o astro-rei
Pensando nos amigos
No que já partilhei
E agradeço a Deus,
Estar vivo, agora, aqui
Aquilo que já fui
O que vivi.

Aníbal Raposo
2011-01-29

9 comentários:

Aníbal Raposo disse...

Letra de música feita hoje à tarde para o meu próximo CD.

Fa menor disse...

Parabéns! Gostei muito.
É preciso sempre dar a volta ao medo, trocar-lhe as voltas,
e um abraço é do melhor a dar e a receber.

Bjos

Anónimo disse...

Muito bonito como sempre! Gosto muito dos seus poemas, mas cá em casa não sou a única, tenho um filho com 24 anos que também aprecia muito as suas letras e músicas. Cumprimentos
Graça Silva

Sandra Botelho disse...

Tudo que vivemos é um aprendizado desde que estejamos dispostos a aprender. Lindo poema. Bjos achocolatados

Aníbal Raposo disse...

Obrigado a todos pelos comentários. Fico feliz por a letra vos ter agradado.
Beijos.

MJ disse...

Lindo como é costume....hás-de me dar um ar da música também um dia destes. Abraço!
MJ

Aníbal Raposo disse...

Caro amigo Mário Jorge,
Com todo o gosto. Mas música és mestre a compor. Preferia dar-te uma letra para uma das tuas músicas se estiveres de acordo.
Forte abraço

tecas disse...

Olá, poeta Aníbal Raposo, gostei da sua volta ao mundo! Pensei que se tinha perdido:)Mas pelos vistos só trocou as voltas:) Tenho passado por cá todas as semanas e ...fiquei preocupada com a ausência.
Parabéns e desejo-lhe as maiores felicidades
Adorei o seu poema.
Bjito amigo

© Piedade Araújo Sol disse...

eu nao dei a volta ao mundo,mas ao medo já.

beijinh