domingo, novembro 11, 2012















QUADRAS NO DIA DE S. MARTINHO

Trabalhei desde manhã
No dia de S. Martinho
Nem sequer fui à fajã
Provar o meu rico vinho

Pareço um tipo de antanho
(Oh palerma não descansas?)
Trabalho tanto e o que ganho
Vou entregar às Finanças.

É trabalhar, trabalhar
Sem ter do corpinho dó
Para depois sustentar
Muito burro a pão de ló

Aníbal Raposo
Relva, 2012-11-11

1 comentário:

Anónimo disse...

Oh!meu rico S. Martinho
Vê se a crise não te apanha
Senão vai faltar o vinho
O pãozinho e a castanha

Mas, peço que sejas bondoso
E p´ra Troika palavra vâ
Dá ao Anibal Raposo
A sua festa na Fajâ.

Omaia