domingo, fevereiro 26, 2012














ROMARIA

Na longa caminhada que se aproxima
Procurarás afinar a tua alma
Pelo grande diapasão
Do universo.

Tu sabes bem que ele existe
E que alguém o faz vibrar.

Ao terceiro dia de jornada
Quando voares nas asas do cansaço
Abre bem os teus ouvidos
Ao seu som único,
Inconfundível.

Ao pressentires que o teu coração pulsa
Na mesma frequência,
Esboça um sorriso.

Atingiste a paz.

Aníbal Raposo
Ponta Delgada, 2012-02-26

2 comentários:

Sylvia Rosa disse...

Quem dera aliar a palavra e o canto traduzidos em som de corda, não posso, mas os acordes ficam gravados na mente e no coração que pulsa e ouve vozes...
obrigada pelo carinho e comentário!

Ana Martins disse...

Aníbal, boa noite!
Poema alusivo à quadra que vivemos. Li e reli na tentativa de interiorizar a paz que às vezes perdemos.

Beijinho,
Ana Martins