quarta-feira, maio 01, 2013



MAIO

eu canto um maio moço,
um mês que cheire a rosas
vermelhas, orvalhadas,
recentes e viçosas.

um maio de alvoroço,
um maio-mar-de-gente
a liberar o sonho,
erguida, finalmente.

eu canto o maio ansiado,
aquele que há de vir,
um maio renovado,
maio-menino a rir.

um maio desenvolto,
um maio-meio-céu,
maio maduro, solto
desta noite de breu.

Aníbal Raposo
2013-05-01

Sem comentários: