quinta-feira, outubro 31, 2013



















DESPERTAR

Ao ver o astro-rei
Nascer no teu sorriso
Em cada madrugada

Sinto, como direi?
Que tenho o que preciso.
Já ganhei a jornada.

Relva, 2013-10-31
Aníbal Raposo

Sem comentários: