domingo, janeiro 12, 2014



















CAÇADORES DE SONHOS

Não afundemos na desesperança
Dos mares do medo, negros, tão medonhos,
Corramos lestos perseguindo a esperança
Alucinados caçadores de sonhos.

Relva, 2014-01-12
Aníbal Raposo

Sem comentários: