terça-feira, novembro 23, 2004




A MÁSCARA E O ROSTO

De tanto tempo trazer
A máscara ao rosto afivelada
Temo já não saber adaptar o rosto à máscara,
Agora que é preciso, urgente,
Subir de novo ao palco
E contrapor o riso alvo
Ao mortal negrume da tragédia.

Lisboa
2003-07-01

1 comentário:

MRob disse...

Como 2º mais antigo blogger dos Açores, dou-te as boas vindas à blogosfera açoriana. O nosso blog é o Entramula.

Mário Roberto

PS - Só agora soube do teu blog