quarta-feira, janeiro 14, 2009



PONTA DA MADRUGADA

Soou a sineta,
veio a salva e
o rancho parou
a lúgubre toada
das Ave Marias.

O irmão-mestre pediu
para nos sentarmos um pouco
a fim de refazermos forças
para a próxima etapa
da longa caminhada diária.
 
Os romeiros mais velhos
olharam para o mar
adivinhando o que se ia seguir...

Pouco depois, 
habituados à escuridão dos trilhos
calcorreados desde as quatro da manhã,
cerrávamos os olhos:

Era o sol a irromper,
majestoso como nunca,
no horizonte alaranjado
da Ponta da Madrugada.
 
Depois prosseguimos 
com as almas lavadas
pela beleza do momento
e pela força da nossa oração.

Ave Maria...

Aníbal Raposo
2009-01-14

4 comentários:

Sonia Schmorantz disse...

Façam tardes as manhãs
Façam artes os artistas
Faça parte da maçã
A condenação prevista
Façam chuvas os Xamãs
Façam danças as coristas
Façam votos que esta corda
Não sabote o equilibrista

Façam Beatles "For No One"
Faça o povo a justiça
Faça amor o tempo todo
Que amor não desperdiça
Faça votos pra alegria
Faça com que todo dia
Seja um dia de domingo

Façam tardes as manhãs
Façam artes os artistas
Faça parte da maçã
A condenação prevista

Façam Beatles "For No One"
Faça o povo a justiça
Faça amor o tempo todo
Que amor não desperdiça
Faça votos pra alegria
Faça com que todo dia
Seja um dia de domingo

(Osvaldo Montenegro)

Votos de um lindo final de semana
Um abraço

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um final de semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

Izinha disse...

Belo poema, descrevendo a luta diária na fé de um lindo dia de sol, onde as esperanças são renovadas.

bjos e ótimo fds prá vc...Izinha!

googler disse...

wukong5
kaimeiri
kaluola
suonata
yilante