terça-feira, dezembro 03, 2013














LUSITANO
Corre meu corcel
Nos sons do vento
No teu galope
O meu contentamento

Voa meu ginete
E rasga o ar
Veloz compasso
Luz do meu cantar

Flecha pressurosa
O alvo sente
Fogo riscado
De estrela cadente

Relva, 2013-12-02
Aníbal Raposo

Sem comentários:

Enviar um comentário