IRMÃOS

Um Raul e outro Jorge,
Saídos do mesmo alforge,
Santos à sua maneira.
Tecem-me os sons nesta lida.
Dois irmãos meus, dois romeiros
Gente boa, companheiros.
Um é anjo de ladeira
Ao outro devo-lhe a vida.

Relva, 2015-01-10
Aníbal Raposo

Singela homenagem a duas almas singulares.

Comentários

Mensagens populares deste blogue